EnglishPortugueseSpanish
English Portuguese Spanish

Processos

Buscando reinserir a lã artesanal gaúcha no mercado têxtil, desenvolvemos uma cadeia produtiva justa e ética, com rastreabilidade de matéria-prima , e que resgata e valoriza os saberes e fazeres da mulher rural.

TUDO COMEÇA NO CAMPO

Até a década de 80 a produção de lã como matéria-prima era considerada a segunda principal atividade econômica do Estado do Rio Grande do Sul. Porém, com a entrada dos fios sintéticos e importados no mercado têxtil a matéria-prima natural e artesanal entrou em desvalorização fazendo com que muitos produtores rurais desistissem da atividade, assim como as cooperativas de recebimento, armazenamento e beneficiamento da matéria-prima que, infelizmente, desapareceram da cadeia produtiva.

Atualmente o rebanho gaúcho declarado é de 2,80 milhões de animais e a produção de lã, em 2018 (última estatística) foi de 8,18 milhões de kg. A grande maioria dessa produção é exportada e pouco

Por isso, nós valorizamos o pequeno produtor rural e a agricultura familiar. Buscamos estabelecer vínculos de fornecimento com produtores de rebanhos pequenos e que tenham o bem estar e a qualidade de vida animal como prioridade.

ESQUILA

A esquila (ou tosquia) é um processo importante para garantir o bem estar animal.

A principal tosquia é feita na primavera, para preparar os animais para o verão, isso porque animais submetidos a altas temperaturas, com a pelagem longa, perdem a capacidade de regular a temperatura corporal, perdem mobilidade e passam a não ingerir nutrientes suficientes para seu desenvolvimento.

A higiene é outro motivo para realizar a esquila. Ao longo de um ano de crescimento, os animais acumulam diversos materiais vegetais no pêlo, além de urina e fezes. A não higienização pode levar ao desenvolvimento de fungos e bactérias.

Outra esquila importante de realizar é a “esquila pré-parto”, feita no final da gestação, com todo o cuidado que as fêmeas merecem. Com menos lã as ovelhas se alimentam melhor e o cordeiro se desenvolve com mais saúde. Além disso, facilita o momento do parto e amamentação.

O mais importante, em qualquer uma das situações, é o método escolhido para fazer esquila. O método usado pelos nossos fornecedores deve ser a esquila “Talli-hy” (ou método australiano). Nesse processo de tosquia o animal não é amarrado e a lã é retirada de forma integral, com o uso de uma máquina de corte. Esse método, comprovadamente, diminui o stress dos animais no momento da esquila, evita cortes na pele e garante mais qualidade de matéria-prima.

LAVAGEM

A lavagem da lã pode ser feita de forma artesanal ou industrial, em ambas são necessárias licenças ambientais para controle de resíduos. Hoje trabalhamos com os dois métodos dependendo da lã e da quantidade a ser produzida.

CARDAGEM

O processo de cardagem é o processo que antecede a fiação. Depois de a lã lavada ela passa por uma carda, com o objetivo de “pentear” as fibras e torná-las uma placa para então poder fiá-la.

FIAÇÃO

A fiação, na nossa opinião, e a parte mais bonita do processo. É nessa etapa que existe o verdadeiro resgate da ancestralidade feminina gaúcha e rural. Como já dissemos acima a entrada dos fios sintéticos fez com que a lã perdesse valor e, como consequência, a mulher artesã, responsável pelo beneficiamento artesanal da lã, perdesse seu espaço.

Hoje, buscando devolver o protagonismo produtivo da lã, nossos principais fios são fiados artesanalmente por grupos femininos rurais. Contamos com cerca de 20 mulheres envolvidas no processo de produção em 4 cidades do Estado.

TINGIMENTO NATURAL

O tingimento natural é a última pare da nossa cadeia de produção e ter uma cartela de cores exclusivamente natural é motivo de muito orgulho.

Buscamos vegetais presentes na nossa região, como a erva mate, a carqueja e a macela, além de especiarias brasileiras como a cúrcuma e o tanino.  Alguns corantes que exigem uma produção mais especial, como o caso do índigo e da cochonilha, buscamos fornecimento da Etno Botânica, uma empresa brasileira de pesquisa e desenvolvimento de pigmentos e corantes para tingimento natural.

O tingimento natural nos permite ter controle do uso de água, geração de resíduos e ter uma produção com mínimo impacto ambiental.

Todo o conteúdo do site, todas as fotos, imagens, logotipos, marcas, dizeres, layout, aqui veiculados são de propriedade exclusiva da Aurora. É vedada qualquer reprodução, total ou parcial, de qualquer elemento de identidade, sem expressa autorização. A violação de qualquer direito mencionado implicará na responsabilização cível e criminal nos termos da Lei.
Razão Social: Erica Arrue Dias CNPJ: 27.433.020/0001-02 – Praça Mal. Deodoro, 130 – 1302 – Centro Histórico – Porto Alegre/RS – CEP 90010-300

AURORA 2020 Criado por PARADOX WEB. Todos os direitos reservados.

Carrinho de compras

fechar
Importante: Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes.
WeCreativez WhatsApp Support
Nossa equipe de suporte ao cliente está aqui para responder às suas perguntas. Pergunte-nos qualquer coisa!
👋 Olá, em que posso ajudar?
Ir para o Topo