Sem categoria

Minimalismo, quando menos é sinônimo de felicidade

Em tempos de consumo desenfreado, diminuir o ritmo e repensar os hábitos pode ser uma das chaves para a felicidade.

Ser feliz não tem receita, mas existem algumas dicas que podem sim ajudar e o minimalismo pode ser uma delas.

Quando ter menos coisas, trabalhar menos, se estressar menos, comprar menos… se torna mais, você está no caminho certo para uma vida mais leve.

Hoje em dia é tão comum encontrar pessoas que compram pilhas de coisas que são usadas uma única vez. Muitas dessas pessoas vivem rotinas tão agitadas e decidem compensar a falta de tempo com compras, a decepção amorosa com consumo, o estresse no trabalho com um casaco novo. Tudo isso pode gerar uma falsa sensação de saciedade. 

Ter mais posses e mais poder de compra não significa necessariamente mais felicidade. Você deve se perguntar se precisa mesmo daquele vestido que comprou há dois anos e nem sequer tirou a etiqueta ainda. 

Se todas aquelas calças jeans no seu armário são realmente necessárias. Você precisa de uma bolsa nova? 

Viver com menos pode te fazer mais feliz a medida que você puder ajudar o outro. Como?

Simples, você pode ter uma guarda-roupas minimalista, por exemplo. Faça uma limpa, tire tudo o que você não vai mesmo usar e doe!

Certamente têm outras pessoas precisando.

Quando comprar uma peça, doe ou venda outra. Desapego é a palavra-chave do minimalismo.

Menos pode sim ser mais. O blog Trocaria ( http://blog.trocaria.com.br/menos-coisas-mais-felicidade/) indica uma TED talk do arquiteto e designer canadense Graham Hill em que ele dá dicas para viver melhor com menos coisas e a palavra de ordem para ele é exatamente o que acabamos de falar: DESAPEGAR!

O arquiteto questiona: “Nós temos que cortar o excesso de nossas vidas, e temos que aprender a cortar o que entra nela. Nós temos que pensar antes de comprar. Perguntar a nós mesmos, ‘isso vai realmente me fazer mais feliz?”.

Repensar os seus hábitos te ajuda a decidir o que pode te fazer mais feliz! Faça o teste, desprenda-se!

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *